oqueéinboundmarketing

5 tendências do Marketing de Afiliados para 2019

Marketing, 10 de janeiro de 2019

Se o marketing de afiliados rendeu bons frutos este ano, é maior ainda a expectativa de quem já
usa ou deseja aderir a essa estratégia nos próximos 12 meses. A expansão do mercado
apresenta tendências para quem pretende se antecipar e fazer um bom planejamento
estratégico. Entenda mais sobre as tendências do Marketing de Afiliados para 2019.
Se você já sabe o que é marketing de afiliados, já deve ter entendido sua importância para o
aumento das vendas de uma empresa, interatividade do público com a marca e muitos outros
benefícios deste tipo de publicidade. Certo?
O marketing de afiliados é uma estratégia na qual os afiliados fazem divulgação e vendem os
produtos ou serviços de determinado anunciante. Estes afiliados são, normalmente, produtores
de conteúdo, seja em texto, vídeo ou foto.
O mercado de marketing de afiliados a cada ano vem ganhando espaço e reconhecimento. Em
2019 estará mais maduro e as ações que compõem seus processos estarão mais otimizadas e
alinhadas. Novos produtos e formas de divulgação serão de suma importância para a ampliação
da rede.
Por que é uma boa ideia investir em afiliação
O investimento em marketing de afilados demonstra que as empresas estão cada vez mais
focadas em integrar suas ações de vendas com ferramentas mobile e digitais. Inovar é a palavra
principal no mercado de afiliados, por isso, seu papel tem sido fundamental para o crescimento
do negócio.
O marketing de afilados é uma estratégia inovadora que permite a divulgação da empresa por
meio da credibilidade de terceiros. As formas de publicidade são as mais variadas, mas também
se modificam de acordo com a evolução da sociedade em geral – seja tecnológica ou
comportamental.
O comportamento da sociedade, inclusive, se transforma o tempo todo. Com o avanço das
mídias digitais, por exemplo, o padrão de consumo foi alterado. Os meios digitais impactam
severamente nos hábitos dos consumidores. Desenvolver ações de acordo com o público e a
persona atenderão as demandas da empresa, além de se corresponder com o perfil do
consumidor.
Investir em estratégias de afiliação é bom para:
– Manter as vendas alinhadas com o marketing
O marketing de afilados é basicamente a comercialização de produtos e serviços por meio das
plataformas digitais. É uma publicidade online e, por isso, tem as vantagens e diferenciais deste
tipo de compra.
Neste caso, os anúncios são feitos em sites, canais no YouTube, redes sociais e afins. Estes, por
sua vez, recebem uma comissão por cada venda realizada, pelos cliques nas publicações, por
lead e outras ações de remuneração.

Sendo baseado em performance, a parceria com o afiliado é positiva para a inserção da marca
em um nicho já estabelecido por ela ou que deseje entrar. Além da expansão das vendas
alinhadas com o planejamento de marketing.
– Publicidade sedutora para clientes
Como já mencionado, o padrão de consumo foi alterado com as redes sociais e crescimento de
sites e blogs segmentados. Esses locais são os melhores lugares para realizar vendas e criar um
relacionamento com os clientes. O marketing de afilados possui esse poder de engajamento
que melhora o desempenho financeiro da empresa.
Atualmente, o consumidor faz pesquisas antes de comprar um produto que não conhece. Seja
de cabelo, de roupas e até mesmo relacionado à alimentação. A busca por indicações positivas
gera a necessidade de ter afiliados como aliados.
As indicações aumentam a segurança do cliente, além de assegurar que o mesmo terá suas
necessidades sanadas. Por conta disso, investir num programa de afiliados é um benefício para
todos os envolvidos no processo de compra: cliente, afiliado e empresa.
– Forma rentável de marketing digital
Gastar milhões com publicidade não está no orçamento das pequenas e médias empresas. E,
talvez, divulgar os produtos por meio de anunciantes caros não traga o crescimento esperado
para a empresa.
Nesse sentido, o marketing de afilados é uma alternativa de mídia barata que é paga de acordo
com o próprio crescimento do negócio. Se o afiliado vender, ele ganhará sua comissão. Caso
não, é necessário que o mesmo melhore suas estratégias de venda.
O papel da empresa neste contexto é produzir bons materiais de divulgação online para atrair os
próprios afiliados. Inserção de novos produtos e serviços, campanhas mais atraentes e
segmentadas de acordo com o perfil do novo anunciante.
5 tendências do Marketing de Afiliados para 2019
O amadurecimento da rede de afiliados será alavancado pelos anunciantes e consumidores no
próximo ano. As empresas que caminham por esta estratégia podem se preparar para 2019: o
mercado aumentará com mais direcionamento, interação e novas formas de divulgação.
Ao associar o marketing de afilados com as demais estratégias de marketing, pode-se observar
que a busca por vídeos, reviews (vídeos ou textos de opinião sobre determinado produto) e
outras formas de auxílio nas compras têm crescido em todos os segmentos.
Estas tendências são positivas porque reforçam o papel do afiliado na construção, relevância e
conversão de potenciais clientes em seguidores assíduos de determinada marca. O programa
de afiliados além de aperfeiçoar o resultado, amplia as possibilidades de a empresa atingir um
público que provavelmente não alcançaria com as mídias tradicionais.
Tendência 1: Aumento na produção de dados

O marketing de performance está totalmente ligado ao de afiliados no sentido de criação de
dados para verificar o sucesso de determinada campanha. Com o crescimento do marketing de
afilados, as redes e programas de afiliação estão aperfeiçoando a base de dados.
Estes tipos de relatórios com base em informações reais auxiliam nas tomadas de decisões e na
segmentação do negócio. Dessa forma, é possível acompanhar detalhes do investimento
realizado, se o mesmo está dando retorno eficiente e se as estratégias precisam de ajustes.
Tendência 2: Foco em SEO
Cada vez será maior a atenção e o cuidado com as técnicas de SEO (Search Engine Optimization
– Otimização para motores de busca). A utilização dessa ferramenta proporciona grandes
resultados a uma empresa. Isso porque a otimização tem baixo custo e promove o crescimento
sustentável de uma marca.
Os afiliados podem usar este mecanismo para direcionar tráfego e melhorar a experiência do
usuário. Mas para conseguir as recompensas das práticas é preciso distribuir um conteúdo
relevante, de qualidade e que atenda as necessidades do visitante.
Tendência 3: Programas segmentados
No marketing de afilados, os programas têm aumentado a segmentação devido ao crescimento
da concorrência. Por isso, para ter sucesso na escolha do afiliado, é interessante configurar a
abordagem e focar no nicho de interesse.
Sabendo do público alvo e quem conversa bem com ele, a criação do relacionamento entre
anunciante e cliente se dará com mais facilidade, rapidez e eficácia.
Tendência 4: Melhor controle de leads
A multiplicação dos leads é uma das chaves para o crescimento das vendas online. A prioridade
deve ser transformar estes dados em visitantes do site e compradores de longo e curto prazo.
Para conseguir mais leads é preciso que este processo seja facilitado. Incentive o leitor com
algum e-book ou descontos se fizer o cadastro. Inicie apenas com nome e endereço de e-mail.
Lembre-se de planejar estratégias, otimizar a gestão e tomar cuidado com o que veicula para a
lista.
Tendência 5: Impactos da indústria digital
As grandes marcas já não investem exaustivamente em mídias como televisão, rádios e
outdoors. Esta migração para o online, além de economias, traz recompensas mais sólidas e
rápidas.
Mas ao contrário do que se pensa, o foco não está mais nos anúncios no YouTube ou Facebook.
E é neste cenário que o marketing de afiliados e suas implicações ganham espaço no mercado.
Maneiras de atuar com Marketing de Afiliados
Os afiliados são prestadores de serviço. Sabendo disso, existem diversas possibilidades e formas
de remunerar no sistema de afiliados.

CPV: Custo por Venda
A principal forma de ganhar espaço e dinheiro com o marketing de afiliados é o CPV. O motivo
disso é que o afiliado recebe uma comissão em cima de cada venda realizada. Esta forma de
negociação é a mais adotada em empresas e afiliados porque aumenta o faturamento e a base
de clientes no e-commerce.
CPC: Custo por Clique
Neste caso, o sistema de compensação ao afiliado é por meio do clique. Normalmente, o valor
da comissão é fixo e é ideal para sites que possuem bom tráfego mensal.
CPA: Custo por Ação
No custo por ação, a empresa sugere uma ação específica para o afiliado que está de acordo
com a necessidade da organização em relação a determinado segmento. Por exemplo, baixar
um e-book ou preencher um cadastro.
CPL: Custo por Lead
Muito similar ao CPA, mas a diferença central é que o afiliado recebe por lead (usuário) válido.
Ou seja, existe um filtro para “sugar” os leads com perfil específico que a empresa procura.
CPM: Custo por Mil Impressões
Este tipo de negócio não é muito utilizado por haver outras opções mais rentáveis ao afiliado.
No CPM as comissões são pagas por cada mil impressões. Sites e blogs, independente do
número de cliques, recebem um valor fixo de acordo com o volume de acesso.
CPF: Custo por Formulário
Os afiliados são remunerados quando conseguem que os seguidores entrem no site da empresa
e preencham um formulário. A comissão é dada de acordo com o número de pessoas que
realizarm a ação.
Quer ganhar dinheiro com o marketing de afiliados em 2019? Nosso time está à disposição
para tirar suas dúvidas e lhe ajudar a começar!

facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail