Entrevista com Marcelo Najnudel – CEO da FULLLAB (CurtiVendi)

random, 12 de agosto de 2015

Marcelo

Nome: Marcelo Najnudel

Empresa: FULLLAB

Cargo: CEO

1. Primeiramente, gostaria que você explicasse um pouco de como surgiu o CurtiVendi e qual o modelo de trabalho de vocês hoje?

O CurtiVendi nasceu no final de 2011. Na época, eu e meu sócio Pedro Vasconcellos, trabalhávamos em uma multinacional Chinesa e tivemos o primeiro contato com o modelo de venda direta. Naquele canto do mundo, um fabricante de telefonia que tinha planos megalomaníacos, decidiu criar o modelo de permitir que usuários vendessem o próprio produto para os amigos e ganhassem o valor que seria pago ao varejista. (O tal fabricante, na época ainda megalomaníaco, é a atual e tão celebrada Xiaomi).
Achamos aquele modelo de negócios fantástico e começamos a estudar como poderia ser implantado no Brasil. Rapidamente, o espírito empreendedor que sempre tive me chamou mais uma vez, e lá fomos nós largar nossos empregos para começar a apostar em nossa ideia.
No início de 2012 começamos a desenvolver o site que levava o nome da empresa, curtivendi.com.br, que basicamente cria um modelo de afiliação para leigos e pessoas que não são exatamente grandes influenciadores e blogueiros, mas que ainda assim, possuem uma rede que os possibilita recomendar produtos e ganhar algo com isto.
Ainda naquele ano, fechamos acordos com alguns e-commerces, como a Leader, Sephora, Glamour, mas rapidamente percebemos que precisaríamos ganhar volume, rápido. Desta necessidade, abordamos as redes de afiliação, para nos tornarmos afiliados e criarmos para os nossos usuários todo o sistema simplificado de remuneração, onde cada um pudesse montar a sua “lojinha”, sem ter nenhum custo ou risco.
Em meados de 2013, já contávamos com mais de 20 mil usuários cadastrados e um grande buzz social nas redes, e foi daí que nos veio uma proposta de fazermos um CurtiVendi customizado para um e-commerce, a Leader Magazine.
Criamos o minhaleader.com, que foi largamente comunicado pela Leader, gerando bastante satisfação entre seus clientes. Este projeto culminou na criação de um braço na empresa para atender a este tipo de demanda que temos até hoje.
No final de 2013, atendendo à muitas dúvidas de usuários, percebemos que o CurtiVendi era uma ótima ferramenta para se recomendar produtos para vender aos amigos, mas não era a mais prática ferramenta para se comprar. Desta necessidade, nasceu a extensão para Chrome chamada CurtiVendi Indica, que explico logo mais.

2. Como funciona o CurtiVendi Indica?

Os clientes entravam em contato todos os dias com a mesma pergunta: “Eu posso comprar da minha própria loja? Não estou infringindo nenhuma regra?” ou “comprei um produto e esqueci de usar o CurtiVendi. Consigo ser bonificado?”.
Perguntas como estas nos colocaram à pensar em algo que pudéssemos fazer para não deixar que o usuário esquecesse daquela conta e que ele poderia ganhar com isso.
Em cima desta premissa, criamos o CurtiVendi Indica, que é uma extensão de Chrome, que avisa o usuário quando ele está dentro de algum e-commerce parceiro, para que ele faça seu login e possa receber a comissão por aquela compra, no caso sendo para ele mesmo, o nome dado ao processo é de “cashback”.
O que percebemos rapidamente é que era mais fácil atrair usuários para a extensão, do que para o site, e assim o fizemos ao final de 2013 e início de 2014.
Como nem tudo são flores, rapidamente anunciantes nos questionavam sobre este produto, afinal, o usuário poderia entrar organicamente no anunciante e ao se logar com o CurtiVendi, ganharíamos a nossa comissão – e minaríamos o ROI do anunciante sobre esta base. Não demorou muito até que alguns anunciantes nos bloqueassem em seus programas.

Novamente, da adversidade, nos veio a idéia de que além de gerar valor ao usuário final, também tínhamos que gerar valor ao anunciante! Sim, parece óbvio, mas nem sempre o óbvio é o que nos vem primeiro.
Em cima deste novo cenário, que criamos o nosso maior valor, que é a ferramenta de CONTEXTUALIZAÇÃO do CurtiVendi Indica.
Esta ferramenta funciona como uma espécie de retargetting, mas de forma mais ampla, pois pelo fato de estarmos no navegador do usuário, somos capazes de identificar seus hábitos, gostos e preferencias e exibirmos mídias de acordo com o contexto da sua navegação imediata ou recente.
Um exemplo é um usuário que diariamente visita uma página sobre o Flamengo. É bem provável que ele seja um torcedor, certo? E em cima disso conseguimos saber o seu time, seu sexo, faixa etária, interesses, viagens que gostaria de fazer, marcas mais aderentes. Não posso contar o segredo, mas tudo funciona baseado em palavras-chave, é claro.

3. Vocês já atuam com mobile, de que forma?

Nesta sociedade 3.0 que vivemos, precisamos estar sempre atentos aos movimentos do mercado e da forma que as pessoas interagem com a tecnologia de forma geral.
Ao final de 2014 percebemos pela primeira vez um declínio no número de acessos em nossos produtos e percebemos, mais uma vez, o óbvio. Com o crescimento dos usuários em Mobile, havia um declínio dos acessos de desktop. Como nossa base é de clientes que utilizam uma extensão para Chrome (desktop) e um site que não era responsivo, a queda era inevitável.
O primeiro passo era arrumar a casa – e o fizemos rapidamente. O segundo passo era pensar como fazer parte deste crescimento e surfar esta onda mobile. Fazendo algumas pesquisas de mercado, percebemos que a maioria esmagadora dos e-commerces ainda não possuía um site responsivo, mas principalmente não possuía um App.
Fizemos uma parceria com a maior plataforma de e-commerce do Brasil, a Vtex, e começamos a desenvolver Apps que pudessem ser customizados para qualquer e-commerce que utilizasse esta plataforma.
Após 6 meses, superamos todas as nossas expectativas e fechamos contratos com mais de 10 e-commerces, como Polishop, Sephora, Calvin Klein entre outros.
Atualmente estamos desenvolvendo integrações com outras plataformas como Magento, BizCommerce entre outras e esperamos até o final do ano criar dentro de nossos Apps o modelo de afiliação, para permitir tracking in-App para todos os atuais publishers da Afilio.

4. Como é a relação do CurtiVendi com a Afilio e quais seriam as principais vantagens dessa parceria?

A Afilio é uma das principais redes de afiliação no Brasil e possui em seu portfólio praticamente todos os principais e-commerces do país, e alguns com exclusividade.
Como toda boa parceria, o segredo está em um relacionamento franco e transparente, onde a Afilio nos leva até os anunciantes para apresentar nossas propostas e produtos e nós entregamos à Afilio o resultado efetivo, como um bom canal de mídia deve fazer.

5. Quais os principais pontos que o mercado de Afiliação no Brasil ainda precisa evoluir?

O Brasil vive um capitalismo jovem, onde aprendemos a consumir nos últimos 10 anos.
Como toda área jovem, todos os agentes e players precisam de tempo para amadurecer os modelos de negócio que dão certo e os que não dão.
O Anunciante certamente espera afiliados mais profissionais, que entendam as métricas que eles buscam. E os afiliados buscam anunciantes que entendam que materiais que eles precisam para uma boa divulgação.

6. Como você entende o atual momento do e-commerce no país?

Ao escrever esta entrevista, no dia 10 de Agosto, o momento do país como um todo inspira cuidados, onde nossos fundamentos econômicos não motiva o consumidor a gastar e o empresário a investir.
O e-commerce, como todas as demais áreas está sofrendo – mas por ser uma área que vinha em franco crescimento de 20% ao ano, talvez sinta apenas um ano com um crescimento um pouco menor ou uma estagnação, mas a migração do varejo físico para o e-commerce continuará crescente, aqui e em todo mundo, principalmente para o m-commerce, que é o nosso principal foco para o ano.

O CurtiVendi virou Fulllab, uma empresa com diversos produtos para e-commerce, com foco em analisar as principais demandas e prover soluções inovadores e com bom custo-benefício aos nossos clientes e é com este norte que acreditamos que qualquer crise vira uma marolinha.

curtivendi2

facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail